(11) 4249-0221 (11) 4249-0224 (11) 96851-4822 (11) 95466-3011

Dinâmica de grupo para dependentes químicos

Data: 20/02/2017 Categoria: Saúde / Voltar

Dinâmica de grupo para dependentes químicos

A dependência química é um mal que está presente na sociedade dizimando o bem estar tanto individual quanto familiar. Em alguns casos o próprio dependente químico percebe o que está acontecendo consigo e decide pedir ajuda para se livrar do vício.

A saída mais comum encontrada é internar-se em clínicas de recuperação e/ou tomar remédios que inibem o desejo de usar novamente a droga.

Mas em alguns casos esse tipo de tratamento não é o suficiente, afinal, tudo vai depender do tempo que ele faz uso daquela droga e da força de vontade que ele possui. Uma ótima forma de conseguir contornar essa situação é fazendo com o que dependente químico participe de uma dinâmica de grupo voltado para esse grupo de pessoas.

O que é uma dinâmica de grupo

A dinâmica de grupo é uma forma alternativa de trabalhar os fatores predisponentes de proteção e de risco. Com ela, é possível trabalhar os assuntos ou demandas que estão presentes e que são difíceis de lidar.

Numa dinâmica de grupo para dependentes químicos o assunto que é trabalhado é a dependência. Assim, é possível acolher esse grupo de pessoas e promover o aquecimento, se auto conhecer, melhorar a autoestima e ter um sentimento de grupo, de integração.

Nesse tipo de dinâmica os objetivos são claros, há um número de participantes além de tempo, materiais e conhecimento dos procedimentos adotados para resistir ao vício. Também são feitas reflexões, escolha de um ambiente propício para isso e auxílios são prestados quando necessários.

Por exemplo, os pacientes que estão internados terão as seguintes características no ambiente:

Fechado;
Não há alternativa de lazer;
Horário;
Rotina;
Convivência em grupo;
Contato com as questões internas;
Não há contato com o exterior;
Crises;
Conflitos.
Dinâmicas que podem ser adotados com os dependentes químicos
As dinâmicas de grupo variam de acordo com cada grupo de participantes. No caso dos dependentes químicos, pode-se adotar as seguintes:
Memorizar nomes

O objetivo dessa dinâmica é memorizar os nomes de todos os membros do grupo. Isso integra melhor o grupo e ainda favorece o conhecimento mútuo. Para realizar os procedimentos é uma boa ideia que todos estejam dispostos num círculo.

Cada membro diz seu próprio nome acrescido de um adjetivo com a mesma inicial do nome. O próximo repete o nome de quem já se apresentou seguido do adjetivo e se apresenta com o acréscimo do adjetivo. Ao fim, a experiência é partilhada com todos, ou seja, cada um diz como se sentiu quando disse o próprio nome, o adjetivo e assim por diante.

Fotografias

O objetivo é promover uma ampliação do conhecimento de si mesmo e interpessoal. Essa dinâmica promove a participação de todos com uma maior espontaneidade. Podem ser usadas fotografias realistas, sem personagens conhecidos, mas que sejam grandes e podem ser coloridas ou em preto e branco.

As fotografias devem ser espalhadas no chão e os participantes do grupo se posicionam em volta das figuras para que cada uma se fixe na que se identifique. Após a fotografia estar definida cada um pega a foto e volta ao lugar de origem.

Feito isso, cada um falará sobre a escolha espontaneamente, sobre como ele e a fotografia se identificam. Ao fim, cada um avalia como se sentiu, o que descobriu de novo com essa dinâmica.